quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

28.01 - Feliz Aníver pra mim!!!!

Que vou estar comemorando da forma mais perfeita, já que o Metallica vai tocar na minha festinha, em Poa hahaha!!!!



Muitas felicidades para os meus charás:

A Cíntia (Adele), o Guto Pompom e a Camila Cagliari!!!

Gente, nada contra os outros dias do ano mas...

28 de Janeiro RULES!!!!

sábado, 23 de janeiro de 2010

Só por um dia

Outro dia, a minha colega comentou que a filhinha dela foi até a escola com a tia dela para buscar a listinha de materiais escolares.

Eu quase chorei de saudades!

Acho que uma das maiores sensações de felicidade extrema da minha vida era ter em mãos a Fantástica Lista de Materiais Escolares, que buscávamos na Secretaria da escola, tempos antes do início das aulas.

Minha mãe era professora de Educação Artística - isso explica o sangue colorido que corre nestas veias - então, materiais como lápis de cor, folha de desenho, canetinhas hidrográficas, pastinha de desenho, giz de cera, massa de modelar, cadernos, borracha e etc., soavam melhor do que convite pra ir ao Circo!

Algumas frustrações como ter que utilizar os lápis de cor dos irmãos mais velhos eram regra básica, mas as canetinhas tinham que ser novas, já que não é o tipo de material que uma criança sobra - em condições de uso - para o ano seguinte. Eu ficava feliz igual! Teve um ano que eu ganhei um estojo de canetinhas dos Ursinhos Carinhosos. Me achava o máximo! Nenhuma caneta da Papermate Branca, que tinha o poder de apagar os riscos das canetinhas coloridas, acabava com o meu rebolado, afinal, eu tinha o estojo dos Ursinhos Carinhosos!!!

E os cadernos? Capa mole, plastificada em casa! Aquele cheiro de plástico de encapar caderno que chegava a dar um barato, de tanto que eu adorava, hahaha!!!! Eu era muito pequena para encapar, mas ficava do lado da minha mãe, olhão arregalado, pegando todas as técnicas de encapar caderno, com sorriso de orelha a orelha.

Eu tirava e colocava aquele material na mochila, só pra olhar pra ele, já que era proibido usar antes do primeiro dia de aula. Ficava imaginando a hora de colocar as mãos em tudo, fantasiando momentos em que eu faria obras de arte nas aulas de Educação Artística!!!

Antes que alguém pergunte: não, minha mãe não era minha professora. Isso só aconteceu na 7ª série e ela fugiu da sala de aula, jurando nunca mais voltar (a Dessa deve lembrar do episódio) mas isso rende outro post.

As aulas começavam e chegava o tão esperado dia! Eu, já tremendo na minha abstinência artística, mal podendo esperar para pegar aqueles lápis e canetinhas e mostrar ao mundo a Manoela Picasso que eu era!

Só que, com raras excessões de atividades livres, chegava a professora, com uma folha mimiografada - amava o cheiro de papel mimiografado - com um desenho pronto, pra gente pintar seguindo um molde, ou pior, pra fazer bolinhas de papel e colar em cima do desenho. Frustração completa!

Mas tudo bem. Com o início das aulas, o material de desenho estava liberado e eu aproveitava pra desenhar em casa todos os cavalos que galopavam na minha cabeça - minha especialidade era desenhar cavalos e meus colegas lembram disso até hoje.

De qualquer forma, com ou sem frustrações, eu adoraria voltar a viver ao menos um dia de aula de Artística da minha infância!

PS: isso tudo deve explicar 70% do que se encontra no meu quarto. Eu sou uma materialescolarólatra!

sábado, 16 de janeiro de 2010

The Pelvis

Reconhecem???


Sim, depois de ter levado um mamoeiro na cabeça (porque não basta ser cão, tem que ser metido também) e assustado todo mundo com sua quase-morte; depois de ter passado dois meses com a boca cheia de arame pra colocar o maxilar no lugar; é com muito prazer que informamos que o Elvis The Pelvis passa bem!

Sim, bem até demais! Melhorou tanto, que ficou pior do que já era!


E conta a minha mãe que hoje de manhã, abriu a porta da frente da nossa casa e, lá estava ele, de pé, segurando o jornal na boca e abanando o rabo.
- Tinha que ver a cena, parecia cachorro de filme! A única diferença é que no filme, o cachorro entrega o jornal e aqui, ele sai correndo, te chamando pra brigar pelo jornal!

É assim que funciona por aqui. Sapos passam a noite espremidos no pote de água do gato, gato engorda tanto que não consegue mais subir na janela da cozinha e cachorro provoca a dona da casa com o jornal.

domingo, 10 de janeiro de 2010

Minhas Férias de Verão

Amanhã começa o "ano útil", embora eu ache que útil mesmo é ficar em casa fazendo artesanato, mas reconheça que trabalhar é preciso e é o que realmente sustenta, uma vez que artesanato sai muito caro e, por isso, não venda tanto quanto deveria.

Mas como passei tanto tempo ausente, acho que devo algumas satisfações, então, aqui vai uma pequena lista do que foi feito em minha ausência:

No dia 23, saí correndo da empresa, antes de muita gente - tanto que um dos meus chefes me ligou pra desejar Boas Festas, já que eu havia sumido - porque já estavamos no dia 23 e havia muita coisa para fazer, para que a master ceia de Natal da minha casa saísse nos conformes. Então, minha primeira atividade de férias, ao entrar no portão de casa, foi levar minha mãe - que já esperava na sacada com o peru em uma assadeira - para o supermercado, onde o peru seria assado. Primeira atividade de férias: levar o peru pra assar!

A noite foi reservada para enrolar os docinhos e começar a picar os ingredientes dos barquetes, adiantando o serviço do dia seguinte. Quando eu disse para o meu chefe "eu tive que sair correndo porque tinha muita coisa pra preparar pra ceia e se eu não chegasse logo, seria deserdada" não fiz nada além de contar a mais pura verdade.

No dia 24, acordei em torno das 9h, corri para a locadora, para pegar minha 4ª temporada de Supernatural, que havia chego. Cheguei em casa e... tcharam! Duas tortas-frias para fazer! Fiz a maionese (adoro fazer maionese), montei as tortas, preparei os recheios dos barquetes que rechearia de tarde. Ajuda aqui, ajuda ali... só consegui parar de noite. Para a ceia, claro!

Aliás, a ceia foi ótima! Os primos solteiros na mesa da cozinha - a mesa dos resistentes - com a Erica, minha sobrinha de 2 anos junto, falando, falando, falando, fazendo todo mundo rir demais!

Depois fomos para o Joe. Família Pietta reunida no balcão, com muita tequila e uma das melhores festas que fizemos por lá. Lembro da primeira dose, que tomamos ao som de Jingle Bells Rock, em versão rock n' roll. Só faltou a Buki.

Falando em Buki, ela foi morar em SC e esta fazendo a maior falta. Mas ser amiga além de prima tem dessas coisas, por mais foda que esteja sendo, tem que apoiar, porque egoísmo, nessas horas, é algo inaceitável. Mas é ruim ver as amigas indo embora e a gente ficando sem elas (vide Buki e Danu).

Mas continuando... só consegui dar uma atenção para o Sam e o Dean na noite do dia 25, quando as visitas haviam partido. Acho que assisti a temporada toda em 4 dias.

Também assisti a primeira temporada de Gossip Girl, achei bem legal. Assisti "Eu, meu irmão e a nossa namorada", "Eu odeio dia dos namorados", "Quatro amigas e um jeans viajante (2)" e "Falando Grego" - todos indicáveis, bem levezinhos e divertidos! Hoje assisti "O último Beijo" e advirto: este filme tem o mesmo título para um filme americano e um italiano. Os dois filmes possuem o mesmo andamento, não sei qual foi baseado em qual, mas o italiano é mais brabo, enquanto o americano é mais tocante. Legais os dois, mas eu fico com a cena do filme americano, em que o cara espera dias na sacada, ao som de Warning Sign, do Coldplay.

Não terminei de ler Lestat, nem A Hospedeira, como planejava, mas tudo bem. Lí várias revistas!

Dormi tri tarde e, claro, acordei tri tarde.

Tomei alguns banhos de sol, mas minhas pernas se negaram a aderir ao bronze, então, torturei elas com autobronzeador.

Fiz uma almofada, um prendedor para as cortinas do quarto, um cartão de aníver para uma amiga que mora nos Estados Unidos e saí de casa todas as tardes, seja para procurar uma sandália (o que me fez passar as férias de all star) ou para tomar um suco na Disco Center ou ainda, gastar alguma grana em tecidos, fitinhas e afins.

Organizei meu quarto - que já esta desorganizado de novo.

Aproveitei a companhia da minha sobrinha, que passou uma semana aqui em Garibaldi e esta mais fofa e querida do que nunca - e linda também!!!

Ontem fui na formatura de uma grande amiga e me diverti muito. Reencontrei amigos que não via há anos, adorei. A festa foi realmente perfeita e ela aproveitou cada momento, bem legal!

Foi isso. Passou muito rápido e parece que eu nasci para estar de férias. Que pena que eu não ganhei na mega-sena! Argh!

Mas tudo bem, amanhã vou reencontrar meus colegas de trabalho que adoro e bola pra frente, acreditando que este ano vai ser melhor que o outro. E também tendo em mente que eu posso fazer ele melhor, é só querer.

Bom retorno pra nós!!!

sábado, 2 de janeiro de 2010

Ano Novo, almofada nova!

Era uma vez uma camiseta do Coldplay, que virou uma linda almofada.


E foi morar junto com a almofada do David Bowie.


Agora elas aguardam as próximas almofadas legais, que farão parte da decoração do apartamento que, um dia, a Manoela há de ter!!!

Feliz Ano Novo!