sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Não sou das católicas mais praticantes, mas achei esse texto fofinho.

"A 10 year old little girl was asked by another classmate, "what is it like to be a Christian?". The 10 year old little girl replied, "it's like being a pumpkin. God picks you from the patch, brings you in, and washes all the dirt off of you. Then he cuts open the top and scoops out all of the yucky stuff. He removes the seeds of doubt, hate, greed, etc., and then He carves you a new smiling face and puts His light inside of you to shine for all the world to see."

Happy Halloween!!!!

Ah não! Já passou da meia noite... o que será que me espera na estrada?

Putz, saí da janta sem dar Feliz dia das Bruxas pra Renata... vou fazer isso quando chegar em casa. Éééé... vou mandar uma mensagem pro celular dela, hihihi.

Mas essa estrada, tão escura, tão vazia... HOJE!!! Será que vai passar um vulto branco pela frente do carro depois da próxima curva? Será? Então já vou me preparar pra isso... vai que eu levo um susto e perco a direção... não posso bater o Ike, tadinho, ele é tão legal.

Acho que a coleirinha que a Rê fez pra Giggia vai ficar tri... mas acho que ela vai se coçar e arrebentar... conheço o tipo já!

Sai da frente cara, eu tenho que chegar logo em casa... é Dia das Bruxas, pô, eu devia estar dormindo ainda no dia 30!!!

Xiii, amanhã vai ser mais um daqueles dias de sono. Por falar em sono, vou desligar o ar quente, antes que eu me sinta confortável demais e durma. Vamos lá, Courtney Love, pode gritar!!!

Será que ela matou o Kurt? Será?

Ai, tenho que parar de pensar nisso, ainda mais hoje! Chega!

É, isso, vou pegar o acesso norte... hummm, mas ele é tão vazio...

Nossa, a curva dos eucaliptos que eu tanto adoro não parecia tão macabra até hoje... melhor não olhar pra eles... sinto que vou ver dois olhos amarelos brilhando entre as árvores. Eu sei!

Reduz, reduz... bah, tenho que lembrar de ir trabalhar com o carro do Lu amanhã. Odeio sair com carro que eu nunca dirigi antes, eu sempre faço um fiascão com a troca das marchas.

Ai, quanto quebra-mola nessa cidade!!!

O que é aquilo? Aquilo... encostado no muro... parece uma criança de capuz! Socorro, ela vai olhar pra mim quando eu estiver mais perto, e vai ter o rosto todo deformado, nããããooooo!!!! Ah, era só uma pilha de lixo, ufa! Manoela e sua mente criativa.

Hospício?

Não creio que eu esqueci que tinha o cemitério pra passar na frente, aaargh! Não olha! Não olha!!! Vou fazer o sinal da cruz... nunca faço, mas hoje é melhor garantir. Nunca se sabe né...

Tudo tão vazio. E hoje é noite de Joe, cadê o movimento? Será que o mundo parou e eu entrei numa brecha do tempo, tipo o filme dos Langolayers do Stephen King? Nossa, que ruim que seria... a comida não tem gosto na fenda do tempo, eu ia sofrer certo, hehehe!

Mas antes isso do que O Nevoeiro né... acho que nunca mais vou sair na cerração depois daquele filme. :/

Aaaah, safadinhos, ali estão vcs, todos no posto. Tentando me enganar né? Aham, conheço vcs. Acharam que eu ia pirar só porque hoje é Halloween?

Desculpa aí, não foi dessa vez!

Enfim em casa... espero que o encontro de aranhas da garagem não seja hoje.

Melhor sair correndo e entrar em casa de uma vez.

Tive a impressão de ver um vulto passando pela porta da sala... tudo bem, era a Giggia.

Agora, vou dar uma olhada em baixo da cama - o seguro morreu de velho, queridos - e depois vou dormir. Já é quase 1:00. Sono amanhã!!!

Acho que a mensagem pra Rê vai ficar pra mais tarde - ou cedo, hehehe!

Tá, fui. Tenho certeza de que começou a tocar Suspicious Minds quando entrei no quarto apenas por coincidência... tenho pura certeza disso!

Hahaha... adoro minha plantação de abóboras!!!!

Happy Halloween pessoal!!!!

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Outubro

Eu tenho escrito alguns textos ultimamente. Tenho lido, relido e deletado. Muitos deles foram escritos como um desabafo e depois de prontos, eu já me sentia bem o suficiente para eliminá-los.

Alguns deles falavam de desejos, outros de sonhos. Alguns, ainda, referiam-se a algumas decepções que venho tendo com algumas pessoas. Uma dessas, em especial, foi bastante dolorida, mas acabei por perceber que a melhor forma de resolver tudo era deixar como está, ficar indiferente.

O caso é que não quero tornar este blog um diário, ou um muro das lamentações. Sei que alguns posts destes são necessários, mas a minha idéia não é seguir esta linha.

Por enquanto, posso dizer que sinto uma pequena tristeza por perceber que outubro está no fim. Este mês tem sido perfeito. Em sua grande parte, foi formado de bons momentos que guardarei para sempre.

Também houveram momentos difíceis, no início do mês, mas estes serviram para abrir meus olhos. No fim das contas, foram tão necessários quanto os bons momentos, afinal, a vida não é 100% alegria. Eu nem ao menos confio nas pessoas que são 100% alegria - os extremos não são saudáveis.

Outubro, entre outras lembranças, ficará marcado pela delícia de ler Crepúsculo e Lua Nova, pelas festas mirabolantes que fiz (a viagem ao México foi inesquecível, hehehe) e pelo som leve e confortável das músicas de Midnight Bottle - que eu e a Gi quase vomitamos de tanto ouvir. Sei que não é meu tipo oficial de som, mas é suave, macio e bem-vindo, como foi este mês.

Meus agradecimentos especiais para as pessoas que mais me aguentaram na minha fase negra, que durou mais do que merecia: Gi (e o computador, claro), Rê, Buki, Nati e Danu. Valeu por tudo, gurias! Obrigada por não terem ligado para o hospício e por terem me mostrado que eu não estava errada em minhas suspeitas. Vcs são demais!

Textos publicáveis estão sendo elaborados para colocar este blog nos eixos. Me aguardem!

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Bandidagem

Eu tenho muito sono, ainda.

Neste último final de semana a bandidagem me deixou esgotada.

Meu irmão e sua turma organizaram o 5º Encontro de V8 de Garibaldi. Desde 2000 este encontro, que ocorre a cada dois anos, vem sendo um sucesso. Eles sempre falam em bandidagem porque os encontros de carros antigos - V8 - são mto phoda!

Eu, Laurem, Xanda e Stê... com o famoso - capa da Classic Show deste mês.



Nós, mulheres próximas à turma do HPV8 - o clube de carros V8 deles - estamos sempre presente dando o apoio necessário. Não é tão fácil quanto parece - trabalhamos no sábado à tarde, temos a festa do clube no Bar Joe à noite e, no domingo, começamos cedo e ficamos até o final do dia - mas, com certeza, é muito divertido.

Este ano, tivemos o maior movimento de todos (aprox. 170 carros e 5.000 pessoas). A festa no Bar Joe foi, também, a melhor de todas! Bar lotado e muita diversão. No domingo, um belo dia de sol, todo mundo disfarçando as poucas horas de sono... movimento recorde nos pavilhões. O bar estava uma loucura! No final do dia estávamos todos exaustos.


Tchurminha unida antes da festa começar - incluindo os três loucos (eles se achavam loucos antes de conhecer a turma, queridos, hehehe) de SP que vieram rodando de Dodge pro encontro de Gdi - vai dizer, não é pra qualquer encontro, não!



Apesar da dor nas pernas, nas costas e nos pés. Apesar da falta de sono e de toda a correria que não nos dava tempo para pensar em descansar, passar o final de semana nos pavilhões é algo que fazemos com toda a boa vontade. Acho que é o mínimo que podemos fazer por eles. Nada paga a felicidade estampada no rosto de cada um dos guris da turma quando a organização deste encontro funciona perfeitamente. Este ano, as expectativas foram superadas e eles eram só sorrisos!

As minas do bar interno em pleno domingo de manhã (eu nem sabia que existia domingo de manhã...)




É uma pena que tudo o que é bom passa tão rápido. Mas ficam as lembranças agradáveis, de um final de semana que não poderia ter sido melhor.

Quer ver mais do encontro? Entra aqui, então!

E agora, aguardaremos 2010!



Acho que hoje eu vou conseguir dormir o que preciso... com sorte eu recupero o que falta da minha voz, hehehe.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Já chegou o disco voador!!!

- Esse vai ser diferente Gi, eu vou ler tri pouquinho, pra terminar só lá em 2009, quando o terceiro livro estiver sendo lançado, senão vou agonizar total esperando.
- Sei.
- Sério... 1 horinha por dia, e era isso. Um capítulo, talvez... só vou ler antes de dormir.
- Aham...
- Eu até estou pensando em prolongar minha curiosidade e só começar ele semana que vem, já que amanhã tenho cinema com a mãe, quinta tenho janta, sexta e o finde em função do Encontro de V8...
- Menos, meeeenos!
- E tem esse meu livro novo de Scrapbooking também... acho que vou olhar ele com mais calma, tem muita coisa útil nele...
- Ai guria, não me trova! Tu não vai aguentar.
- Chata.
- Porca.
- Eu não sou tão fraca.
- Haha, mas tu não vai aguentar, tenho certeza.
- Eu também. - suspirei.

Eu tentei, juro que tentei! Eu fiquei na internet, organizei algumas coisas no meu quarto, sempre olhando de cantinho pra ele, me esperando ao lado da cama. Mas me manti forte até as 21:45.

Fui pra cama e decidi ler deitada, sempre pego no sono tri rápido quando leio deitada! Aliás, eu, na horizontal, sou um desastre, pego no sono a qualquer hora, em qualquer lugar, em questão de minutos.
Mas não dessa vez.

É que eu não conseguia parar enquanto a situação da história não se resolvesse, ao menos um pouquinho!!!

E eu fui forçada a me fazer dormir, mesmo com um nó na garganta, lá pela pág. 100. Senão, hoje eu não teria condições de trabalhar.

Então... acho que vcs já notaram que o Lua Nova chegou né?

domingo, 12 de outubro de 2008

Feliz Dia das Crianças!


Feliz Dia das Crianças pra minha alemoa favorita!

Ela não veio nos visitar este final de semana e eu estou morrendo de vontade de correr até Caxias só pra dar um estrucão nela e voltar... deixa só chegar o horário de verão! Porque eu não gosto de dirigir muito de noite, só por isso!

E tu, Uli, vê se comenta aqui também, não fica só lendo e cobrando postagens no blog... é! Tu mesma!

Vou começar a chamar pelo nome as pessoas que passam aqui pra ler e não comentam, hahaha!

Volta ao Mundo 3 - melhores momentos (ou piores...)

Bom, se essa madrugada eu fosse descrever a felicidade, diria que ela era, basicamente, feita de máscara, chapéu, máquina digital (sorte que faltou bateria, senão, sabe-se lá o que teríamos inventado) e parceria dos amigos.
Veru, Gaveta e eu - versão I'm too sexy.

Manoela e Lauren Madder.

A cerveja foi pra segurar o bigode (aquele que era sobrancelha...)

Hahaha... tentativa de fazer 'sovaco peludo' com o bigode-sobrancelha.

Tá, a gente também bebeu um pouquinho...
Festa digna de me fazer voltar de pés descalços para casa.
Poderia ter sido melhor? Só se vocês estivessem lá!

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Meme

É... a Laura me intimou, então, lá vou eu! A Grazi também me intimou, então, aqui está a resposta para as duas. E já aviso que não vou intimar ninguém porque não sobrou 8 pessoas pra mim, que meléca!



MEME

8 sonhos que a gente tem que realizar antes do grande encontro com Deus.



Regras:

• Escrever uma lista com 8 coisas que sonhamos fazer antes de ir embora daqui; - ok

• Passar o meme para 8 pessoas; - e é aqui que eu furo o meme!

• Comentar no blog de quem lhe passou o meme; - ok também

• Comentar no blog dos nossos(as) convidados(as), para que saibam da "intimação"; - como eu furei o meme, me livrei dessa, rá!

• Mencionar as regras. - tá tudo ali.



1. Ganhar bem o suficiente para me sustentar sem sufoco e sobrar um tantinho para futilidades necessárias de mulher.

2. Ter alguém que eu goste até doer e que sinta o mesmo por mim... o tipo de pessoa que faça uma indiada valer à pena e que faça ser possível dormir de conchinha - (sim, larguei as armas).

3. Ver mais um show do Pearl Jam, pelo menos. Também já decidi não morrer sem ver The Cure e David Bowie.

4. Morar sozinha - ou acompanhada, mas enfim, sair de casa - nada urgente no momento, embora eu já tenha comprado o primeiro copo da minha cozinha... da Coca-Cola, hihihi!

5. Fazer tantos trabalhos em scrapbook quanto eu penso em fazer.

6. Ter imaginação para escrever um livro. Um livro que me deixe rica, de preferência.

7. E quando eu for rica, quero ter um cavalo - sonho de infância.

8. Conseguir viajar para todos os lugares que quero, começando pela França, que acho um charme.

9. - Tá, eu sei que são 8, mas eu realmente espero que o Lua Nova chegue antes que eu me vá, porque eu estou agonizando na espera dele! Aaaaaaaaah!

Here we go AGAIN!

Axl Rose, a piada do rock.

Ele insiste! Purfa, Axl... purfavor!

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Por isso eu amo a Renner!

Entrando em uma loja na qual eu não compro há muito tempo:
- Boa tarde... eu preciso de uma blusa pra usar em uma festa. Sem brilhos, com um decote legal. Tem que ser G... tinha pensado em uma frente única, com uma estampa de flores, algo assim.
Ela foi para uma arara e começou:
- Tem essas camisas...
- Não, eu quero uma blusa.
- Mas esse tipo de camisa está saindo muito, pra usar com sobreposições.
- Blusa.
Então ela foi mais para o lado e pegou uma frente-unica minúscula.
- Tem essa também, estampadinha, bem bonita.
- Sim, mas é pequena, eu preciso de grande.
- Ah, mas é um P grande esse. - ah o argumento que me mata!!!
- Não - disse eu, com aquela voz seca - não é um P grande. Obrigada.
Virei de costas e saí da loja, lembrando o motivo pelo qual eu já não comprava lá há anos.
Fui tentar outra loja.
- Oi! Posso te ajudar? - falou a balconista simpática.
- Sim - respondi meio acanhada - eu queria uma blusa legal para uma festa. Nada com pedrarias, que eu não gosto, e não precisa ter muito brilho também, mas eu queria um decote legal. E tem que ser G.
Então ela me mostrou uma arara.
- Estas são as blusas que temos...
- Ótimo, pode deixar que eu olho.
- Não tem problema? Se precisar de uma ajuda é só chamar.
- Não, ótimo, até prefiro. Qualquer coisa eu chamo. - e ela saiu para atender outra cliente.
Olhei, olhei... nada como eu queria. Nisso surge outra balconista.
- Oi, já te atenderam?
- Sim, já, obrigada.
- Mas eu posso te ajudar?
- Na verdade eu já olhei mais ou menos o que eu procurava. - falei, tentando despachar a balconista.
- Ah, mas tem essas camisas novas que chegaram... - e foi puxar aqueles camisões pra usar com cinto.
- Não, obrigada, eu estou procurando blusas.
- Mas de xadrez tu não gosta?
- Até gosto, mas quero uma blusa, sabe...
- Ah, acho que tem as blusas que tu quer em outra arara também.
- Ótimo, aonde?
Ele me levou até a outra arara. Quando eu fui colocar as mãos nos cabides, ela praticamente me atropelou, se jogando na arara, pra me mostrar tudo.
- Mas olha essa blusa comprida, que linda pra usar com uma legging!
- Hummm... não, eu queria uma blusa pra usar com jeans. Pode deixar que eu olho elas, não precisa se preocupar. - tentei uma indiretinha suave, pra ela vazar de lá.
- Mas tem essa aqui que ficaria bem em ti. Não gostou?
- Não. Pode deixar que eu me viro.
- Mas tu vai ver, elas são grandes demais pra ti. - Ai, Senhor!
- Tudo bem, deixa que eu vejo. - falei, com os dentes trincados, pedindo a Deus para me manter calma e educada.
- E essa? Olha que linda! - Pedrarias, que eu odeio!
- Não. Não gosto de pedrarias.
- Ah, mas essas aqui... - e lá vieram as camisas caipira de novo, Cristo!
- NÃO! DEIXA. QUE. EU. OLHO! - falei, olhando arregalado, com cara de psicopata, pra balconista. Eu já imaginava a sensação agradável de cravar as unhas nela, estava perdendo o controle.
Foi quando voltou a balconista anterior.
- Ah, te achei! - e falou pra insuportável que eu estava sendo atendida por ela.
- Obrigada!!! - falei, com alívio.
E ela me mostrou outras blusas. Levei algumas para provar em casa. Acho que mais para fugir da loja do que pra ver se serviam. Não queria provar nada lá, com a outra pulando a cada 5 minutos pra me dizer que tinha encontrado um camisão que eu ia a-do-rar!!!
Odeio gente que não entende e insiste em forçar o que eu não pedi. Eu não vou comprar o que eu não quero!

Só de lembrar, já fiquei nervosa de novo.

(tá, mas só pra não ser injusta, também amo a Drops de Garibaldi)

quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Crepúsculo


Então eu tinha um livro para trocar e resolvi pegar o Crepúsculo, de Stephenie Meyer. É um romance adolescente envolvendo vampiros. O sucesso está sendo comparado ao de Harry Potter (que eu adoro), então, resolvi conferir, assim, meio na dúvida de que fosse tudo aquilo que os jornais, revistas e sites estavam falando.

O fato é que, desde que sentei para começar a ler, larguei todo o resto. Sério, viciei, já estou planejando comprar o segundo livro da saga (serão 4 ao todo e, em janeiro, sai o filme do primeiro).

Por isso, pessoal, desculpem minha ausência, mas enquanto eu não terminar este livro, é possível que eu apareça menos pelo meu blog, pelos outros blogs, orkut, msn e demore um pouco para responder e-mails recebidos (Paulo!).

Culpa dos vampiros.